> Mídias Sociais

como aparecer bem nas redes e apps

Além de estar nos aplicativos de vendas e Redes Sociais, é preciso saber se posicionar para se destacar, conquistar e manter os clientes

Por Rildo Barros* rildo.barros@uol.com.br

Abrir uma conta em redes sociais é fácil. Todo mundo abre e tem. Não existe segredo. A grande questão é manter as páginas criativas e com apelo para diariamente conquistar e mantesr os clientes interessados no seu produto. No ano de 2020 os empresários tiveram que aprender a “se virar nos 30”. Usar a criatividade para explorar outros canais de vendas que não fosse apenas presencial. Foi neste ponto que investir no delivery e fazê-lo com estratégia foi essencial para que muitas padarias, confeitarias, lanchonetes e restaurantes não fechassem as portas de vez.
Já falamos isto aqui, mas nunca é demais repetir: é fundamental usar as Redes Sociais para chamar a atenção para o seu negócio. É necessário estudar e colocar em prática um posicionamento estratégico para atrair o consumidor. Hoje, além de aparecer no Facebook, no Instagram e no Twitter, muitos empreendimentos estão implantando seus próprios Apps – aplicativos de vendas – semelhante ao Ifood, Rappi e Ubereats, entre outros, para fazer a venda direta aos clientes e se livrar das porcentagens de até 30% destas plataformas que fazem a ponte de pedidos entre sua loja e o consumidor final.
Se você quer um App próprio para o seu negócio, trabalhe com o seguinte raciocínio: da mesma forma que você tem uma loja física com vitrine e expositores de produtos, vai precisar ter uma loja virtual. Uma loja virtual que caracterize o fácil acesso através do visual, com fácil entendimento e visualização dos produtos. Defina a área de alcance das entregas e os valores do seu delivery. Normalmente, muitas lojas costumam considerar até 3km sem taxa de entrega para conquistar os clientes mais próximos.
Pense num cardápio com produtos apropriados para o delivery, porque nem todos os itens da sua loja podem ser práticos para viagem, precisando assim fazer algumas adaptações nos produtos ou nas embalagens. A comida precisa chegar na casa do cliente do mesmo jeito que saiu do restaurante. Para isso é preciso investir em embalagens adequadas para cada item. Não esqueça também de investir em fotos para que cada um dos seus produtos pareça atrativo, saboroso e desperte a venda.
A tendência hoje é pensar global com todas as ferramentas de venda e divulgação interligadas. Assim o seu negócio precisa estar no Facebook, no Instagram, ter uma loja virtual, ter um App próprio ou estar em algum aplicativo já existente, porque são todos canais de vendas que fazem com que seu produto chegue ao consumidor final. Outra coisa: sem a intenção de espionar, mas sim de se situar no mercado, dê uma olhada no perfil dos seus concorrentes e veja o que eles estão fazendo. Avalie o que faria o consumidor escolher entre você ou ele e largue na frente, conquistando-o.

*Rildo Barros
Jornalista especializado em mídia/marketing, gastronomia, panificação e confeitaria. Ex-editor da Revista PADARIA 2000. Consultor e administrador de Redes Sociais, com formação na ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing. Entre os clientes atendidos estão Villa Grano Pães, Restaurante Consulado Mineiro, Restaurante Rota do Acarajé, Trino Pão de Queijo, entre outros.

Contato: rildo.barros@uol.com.br

Rolar para cima