> Marketing & Vendas

ações efetivas para a retomada da lucrativivade no pós-covid-19

A PANDEMIA NOS IMPÔS LIMITAÇÕES E PREJUÍZOS, MAS VOCÊ PODE UTILIZAR AS DIFICULDADES A SEU FAVOR. VEJA COMO FAZER ISSO!

Por Emerson Amaral, Presidente do Instituto de Desenvolvimento das Empresas de Alimentação (Ideal)

O impacto da pandemia nos negócios é real e tangível: a inadimplência das empresas deve subir 294% com a pandemia, conforme uma projeção da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia. Estima-se que 271 mil empresas devem se tornar incapazes de cumprir suas obrigações financeiras por causa da crise. No dia a dia da loja, a gente já sabe que o cliente passou a ir menos na padaria e em um primeiro momento as compras se restringiram ao básico. Por isso, nesse momento em que acreditamos estar na fase de saída da pandemia, é preciso adotar ações efetivas para aumentar a rentabilidade e otimizar os processos.
O primeiro ponto é estar atento ao número de funcionários que estão efetivamente trabalhando, pois muitas empresas precisaram afastar colaboradores infectados ou que tiveram contato com alguém infectado pelo coronavírus. E claro, o impacto disso é imenso. Se esse for o seu cenário, busque sua curva ABC de vendas ou liste manualmente quais são os dez ou vinte produtos mais vendidos de cada setor. Assim, você pode direcionar sua produção para esses itens essenciais e que são os que mais vendem, otimizando sua área de produção. Podemos aplicar nesse caso o princípio de pareto: 20% do mix de produtos é responsável por 80% da sua rentabilidade.
Na área de loja, apresente esses produtos já embalados em sacos transparentes e devidamente etiquetados com peso e valor. Dessa forma você consegue ampliar a percepção de abastecimento e ainda passa mais confiabilidade para o cliente, uma vez que não há um funcionário em contato direto com o alimento.
Incentivar o autosserviço é um outro caminho. O mercado vem de um histórico em que oferecer serviços era o segredo de muitos negócios de sucesso, mas com a pandemia o custo operacional frente ao número de vendas inviabilizou a manutenção. E é aí que entra a modalidade to go, ou seja, para levar: iogurtes naturais, frutas já picadas, sanduíches frios, comida japonesa e bebidas são alguns exemplos. O segredo aqui está em manter o frescor e utilizar uma embalagem adequada, fomentando que o cliente compre e já saia da loja comendo o produto.
O próprio self service de refeição, que em algumas regiões gerava um enorme fluxo de clientes nas lojas, precisará de adaptar. Pense comigo: o cliente não quer ver a comida exposta por um tempo, em contato com o ar e com outras pessoas transitando e falando próximas, não é mesmo? Minha sugestão é que você repense esse modelo e adote embalagens de almoço individual, que nessa nova modalidade ganha o nome de almoço express. O mercado possui uma gama expressiva de fornecedores dessas embalagens e já é possível conseguir preços competitivos.
E se ainda com essas revisões a rotina não estiver acontecendo de forma fluída, reavalie quais serviços são essenciais. Os lanches de chapa podem ser suprimidos e direcionados para uma ilha com sanduíches assados e também os frios, bem como a pizza montada na hora pode ser suprimida se você montar as pizzas e oferecê-las resfriadas e embaladas, prontas para o consumo em casa.
Já na área de gestão de pessoas, você precisa estar atento à comunicação com a equipe. É importante negociar com os funcionários que estão na empresa trabalhando sobre eventuais horas extras, sejam elas para serem compensadas no futuro ou até mesmo remuneradas. Reúna a equipe, exponha o cenário e as mudanças previstas e peça apoio para que, cada um a seu modo, possa contribuir.
É importante que você perceba que as ações para a retomada de lucratividade na loja são apoiadas pelas ações on-line. A forma de comunicação e de venda mudou e as dicas que te passei anteriormente serão mais efetivas se você agregar estratégias de atração e delivery. Um exemplo simples é criar festivais on-line (ensinei esse passo a passo no meu blog que você pode acessar em www.consultideal.com.br) e montar combos promocionais. Lembre-se que mesmo agora o cliente está reticente em fazer grandes gastos e as ofertas são cada vez mais atrativas.
Mantenha também um controle processual e recorrente dos aplicativos de delivery, tendo atenção ao mix e à precificação. Se seu desafio é fazer o aplicativo ter mais pedidos, repense se a taxa de entrega está muito alta, se os itens estão atrativos, se o tempo de entrega e se a embalagem garantem a integridade dos produtos. Pense na experiência de consumo de forma ampla!
E lembre-se de que o mais importante nesse momento é continuar na manutenção à saúde e prevenção de contágio. Não deixe de colocar cartazes na loja, informando sobre as medidas adotadas, ofereça álcool em gel em vários pontos da loja e oriente a equipe para sempre estar de máscara. Espero que você possa aplicar essas orientações e aumentar as oportunidades de venda no seu negócio. Sucesso e saúde!

Rolar para cima