> Legislação

cuidados na manipulação

O mês de junho é um dos mais esperados pelos brasileiros, as festas juninas tradicionais cresceram nos últimos anos e elas acontecem nas escolas, igrejas, nos condomínios, no encontro com as famílias e nas padarias e docerias

Por Tatiana de Queiroz Campos

A temática junina pode ser utilizada não só nos alimentos, mas na decoração, roupas da equipe de colaboradores, nas embalagens que tornam ainda mais atrativo o ambiente e incentiva o cliente a consumir.
O cardápio junino é considerado bem simples com predominância de alimentos com base de milho e amendoim. O milho além de ser consumido cozido, apresenta opções derivadas do grão: canjica, pipoca, curau, bolos (milho ou fubá), pamonha e cuscuz. Já o amendoim é consumido torrado, com sal ou açúcar, e como base para os doces industrializados: paçoca, pé de moça e pé de moleque, é comumente utilizado como ingrediente para incrementar a canjica, por exemplo. Outras comidinhas desta época são a maçã do amor, batata doce cozida, cachorro quente, já as bebidas o destaque vai para o quentão e vinho quente.
“Ao elaborar o cardápio para venda das comidas juninas, é necessário avaliar os alimentos típicos do Município, considerando as particularidades regionais”, salienta a nutricionista Tatiana de Queiroz Campos.

> Cuidados na Compra e Recebimento da Matéria-Prima:
A primícia na compra de matéria-prima é conhecer o seu fornecedor e a procedência dos alimentos adquiridos. No recebimento avaliar a qualidade destes produtos observando a data de validade, embalagens, características sensoriais (cor, textura, sabor) e temperatura para os produtos perecíveis.

> Cuidados no Armazenamentoda Matéria-Prima:
Após o recebimento, a matéria-prima deve ser acondicionada no estoque seco, congelado ou refrigerado. As caixas de transporte – papelão deve ser retirada, os alimentos devem ser dispostos nas prateleiras ou estrados.
Atentar à validade dos produtos, respeitando o sistema PVPS – Primeiro que vence, Primeiro que sai.

> Cuidados na Manipulação dos alimentos:
Os cuidados na manipulação dos alimentos, quanto à higiene da equipe de colaboradores, higiene de mãos e uso de uniformes limpos são conceitos básicos para a qualidade dos alimentos.
Importante também os cuidados quanto à contaminação cruzada (crus x prontos), higiene dos utensílios, bancadas e equipamentos.

> Comercialização dos Alimentos:
Os produtos juninos apresentam formas diferentes de comercialização, vamos destacar os principais cuidados na venda quanto à exposição e à validade.
Bolos: Devem ser mantidos protegidos, a rotulagem deve apresentar nome do produto, data de fabricação, lista de ingredientes (se mantido embalado), data de validade (de 3 a 5 dias), peso (líquido ou kg), podem ser acondicionados em temperatura ambiente.
Curau, canjica e arroz doce: Os doces podem ser expostos em potes de acrílico ou plástico com tampa, devidamente identificado, com nome do produto, data de fabricação e validade (2 dias sob refrigeração) ou em réchaud com temperatura abaixo de 60ºC por uma hora.
Cuscuz: o cuscuz pode ser vendido para corte no momento da compra, o produto mantido entre 10ºC e 21ºC pode permanecer exposto por 2 horas. A validade do cuscuz embalado para viagem são de até 3 dias, a temperatura refrigerada de 5ºC.
Os cuidados que destacamos nesta edição são considerados básicos para o fornecimento de um alimento de qualidade e seguro, sem dúvida a busca dos clientes por esses produtos também tem um aspecto afetivo, além da busca de sabor e praticidade.
Boas vendas!

Rolar para cima